Asas de Flor

Poesia em seu coração

Textos


A miríades de inspirações

Às vezes, nas horas aproveitáveis,
observada por quem sabe amar,
vejo-me a rezar, num santuário,
imóvel como uma estátua de santa,
a fim de ouvir a voz de Deus me dizer
coisas grandiosas e insondáveis.
Às vezes, nas noites brilhantes,
entorpecida com a ideia de viajar
por onde a miríades de inspirações,
anjos e iluminados vivem radiantes,
sinto-me sentinela privada de asas,
pés fincados em chão de terra batida.
Sempre, nas horas tremeluzentes,
tão profundamente circundada
pela beleza do universo imagético,
pra escrever versos de alma adentro
no coração que é uma fogueira ardente.
Ah! A voz vinda de dentro do fogo!
Faz-me sentir que ainda continuo viva.
 
Matilde Diesel Borille
Enviado por Matilde Diesel Borille em 08/02/2018
Alterado em 08/02/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras