Asas de Flor

Poesia em seu coração

Textos


Jogando pinhões no chão
 
Nesses tempos de céus de cinzas, ou ainda griz, não há paisagens verdes na mente do homem que dizima toda espécie de madeira que tenha qualquer valor comercial. Tivesse consciência ambiental, madrugaria para jogar pinhões no chão. Tantos, e tantos, que se lhe ensanguentariam os dedos. Enriquecer-se-ia então, e às futuras gerações.
Matilde Diesel Borille
Enviado por Matilde Diesel Borille em 29/01/2018
Alterado em 29/01/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras