Asas de Flor

Poesia em seu coração

Textos



Feliz manhã clarinha
 
Sonha um menino, sonha sereno, debaixo de uma árvore de Natal brilhante, sonhos tranquilizantes, de estrelas, de sinos e ceias.
Sonha uma menina, à frente de um tempo muito belo, de cores e luzes deslumbrantes, sonha intenso, sonhos gigantes, de estrelas, de risos e inteirezas.
Sonha uma adolescente, sonha deitada, sobre o tapete branco da sala, sonhos cintilantes, de poesias, ternuras e mil fantasias... ser princesa por um dia, amada pelo rei, elevada à rainha.
Sonha um jovem, dentro do seu mundo fascinante, ser pai e talvez mãe de si mesmo, sonha diferente, sonhos exigentes, de protestos, de erros e acertos.
Sonham os guardiões das torres de vigia, não dormir na noite de Natal, para guardar o caminho dos viajantes, que seguem a estrela guia.
Sonha o homem impedido do trabalho, renascer em dignidade, ver o escorregar da pálida máscara do velamento. Sonha por fora e por dentro, tão grande é seu desejo de que o que lhe é misterioso e intangível torne-se conhecido e real.
Perdidas na sua dor, em pleno coração do mistério, sonham as mães de filhos desaparecidos.  Desde sempre, mais e sempre, inspiradas pelas visões do céu. Esconde-os o infinito?
Ó Deus, que a esperança se revele para elas como um espaço de refúgio.
Sonha meu criado-mudo falar com o outro criado-mudo.
Eles devem querer tanto que a minha voz tenha um formato de canto.
Sonha minha cozinha com um novo depurador de ar. Eu faço sonhos na noite santa, sonhos de verdade, inflados, durinhos e dourados de todos os lados, recheados com creme, nata, chocolate, goiabada...
Os meus sonhos dourados de hoje, amanhã serão estrelas, beijos, e bocadinhos de proteção para algumas das crianças que mostram ter conhecimentos que não são adquiridos nos lares.
Hum! Quanta doçura terá em cada uma delas?
Elas vão cair de boca nas doces e douradas estrelas recheadas... e sentir-se-ão cheias de energia para passear de mãos dadas.
Bons sonhos e feliz manhã clarinha de Natal!

 
Matilde Diesel Borille
Enviado por Matilde Diesel Borille em 14/12/2017
Alterado em 15/12/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras